10/10/2009

Fazendo um hedonista

Um dia tudo isto será seu. Você vai ter milhares de empregados, será dono de doze empresas presentes em sessenta países.

Será uma vida de viagens e estresse, mas valerá à pena. Você vai conhecer gente interessante, aprender idiomas naturalmente, se relacionar com líderes e ganhar prestígio.Veja aqueles trabalhadores lá em baixo. Pois é lá que devem ficar. Dêe-lhes um agrado de vez em quando para que não causem problemas. O sindicato será uma pedra no sapato, sempre foi assim. Nós querendo que esses asnos bípedes trabalhem de graça, eles querendo que recebam sem trabalhar. Sabe o que fazer? Suborno. Sempre haverá um traidor ambicioso querendo o lugar do chefe, ele será fácil de identificar. Geralmente é um morto de fome que suou para ter uma vida menos medíocre que os outros, mas acha que merece mais. Mas na primeira crise não hesite, mande uma centena deles embora que logo esquecem dos ganhos e tentam negociar garantis de emprego, é então que você os tem nas mãos sem eles perceberem.Vou te mostrar como comprar políticos. Vai aprender a identificar os que simpatizam com a sua causa própria. De cara você vai ganhar doze deputados e seis senadores que já tenho no bolso. Foram eles que atrasaram algumas leia ambientais e nos deram tempo para desmatar completamente a área para a construção deste hotel.

Uma dica é atrapalhar o desenvolvimento do país. Está cada vez mais difícil e não vai dar para fazer isso por muito mais tempo, mas será o suficiente para você acumular mais alguns bilhões e mandar para o exterior, longe das conquistas sociais que estão acontecendo por aqui, desde o FHC. Temos suporte político para tanto e a mídia muito bem paga para nos acobertar. Só não exagere, senão nem o presidente da república safa a sua cara. Faça tudo muito discretamente e bem feito, para ninguém descobrir antes que seja tarde, ou tenha expirado o crime.

Funcionário público é tudo corrupto, salvo uns poucos que eu consegui neutralizar e acusar de corrupção, para que não me atrapalhassem. Se for mulher então, fica mais fácil ainda, com sexo. Mas mantenha as mãos deles sempre cheias para que não dêem para trás. Quando eu digo "cheias", não é dinheiro de verdade, é uma esmolinha que fazem brilhar os olhos desses pés-rapados, mas não nos faz diferença. Eles ficam molinhos quando ganham um Civic automático, nem sabem o que é um Rolls Royce. A turma do meio ambiente e da vigilância sanitária são nossas maiores dores de cabeça, então merecem presentinhos melhores, desses que não cobrem uma festa na nossa mansão. Pobres patéticos.
Até há um ano tínhamos contacto com piratas somalis, mas os cretinos ficaram muito ambiciosos e tivemos que executar um grupo deles, para que os outros nos deixassem em paz e não nos delatassem. Lembre-se: Ninguém precisa saber como financiamos nossas propriedades, mas todos precisam babar por elas, os acionistas gostam de prosperidade e o Zé povinho simpatiza com gente rica. Bem, vamos agradá-los e enriquecer mais.

Por falar nisso, contractei uma equipe de reportagem para cobrir a sua viagem à Santiago de Compostela. Enquanto os seus amiguinhos vagabundos vão derreter seus poucos neurônios remanescentes em viagens da moda, você vai ganhar a fama de garoto precoce e responsável, preocupado com coisas mais elevadas e relevantes. Só que ninguém precisa saber quais são. Já combinei tudo com a agente daquela modelo que venceu o último reality show. Esnobe ela no primeiro encontro, depois pode puxar conversa.

Assim que a sua mãe voltar do shopping, vamos conhecer um grupo de colaboradores, são marqueteiros e publicitários que divulgam nossas ações sociais, para distrair as atenções enquanto dilapidamos os bestas que trabalham para nós. Ah, se soubessem o quanto lucramos com seus suores fedorentos!Só uma última recomendação. Você provavelmente será a última geração com esta facilidade toda, infelizmente o Brasil está para dizer adeus ao terceiro mundo. mas enquanto o Zé povinho continuar alienado e imbecilizado com futilidades de televisão, brigando por time de futebol ou qualquer outra irrelevância, nós teremos tempo para enriquecer mais sem recorrer a métodos trabalhosos. Além do mais, honestidade é para os fracos.

Chega a esposa cheia de sacolas, aparentemente sem ter se preocupado com os custos, é a benfeitora que dá boa fama à família. O pai vai buscar o Droop Head enquanto ela conversa com o garoto...

E então, ele disse tudo o que eu previ? Foi o que pensei. E como te ensinei, você vai fazer tudo ao contrário, certo? Certo. Você já tem a minha fortuna para se assegurar, no futuro, ganha honestamente, sem o corno do seu pai saber. Vou te ensinar como fiz isso, em Santiago de Compostela. Vamos embora.

2 comentários:

Carros Antigos disse...

Nanael, você botou as mãos nas escutas e grampos das últimas 32 CPIs, é isso?
Pare de ouvir isso e vá ler Primo Levi, existe mais esperança ali do que na elite política brasileira.
Abraço, magnífico texto, meu amigo.

Nanael Soubaim disse...

Na verdade eu conheço isto por dentro. Trabalhei por anos com políticos, jornalistas, lobistas, publicitários e aspirantes... ao mesmo tempo. Me safei por pouco.