22/01/2011

Sobre as regras de trânsito

 
Pode não parecer para muitos, mas o facto de tu se achares muito gostoso e melhor do que os outros não te imuniza às leis, muito menos às de trânsito. O pára-choque daquele caminhão não está nem aí para teus diplomas, teu cachorrão, tua pistola (ilegal) nem para o teu papai doutorzão. Por isso considero oportuno abordar o tema de forma directa.


Vaga exclusiva para deficientes físicos.

Pisca alerta não é indicativo de "parei aqui e tô nem aí". Sua função é alertar aos outros condutores de que o teu carro está com problema. Não te dá imunidade para parar em local proibido, fila dupla, em cima da calçada, nem mesmo para andar na contramão. Uma vez ligado o dispositivo, o veículo deve ser levado para um lugar (permitido) seguro e o triângulo de sinalização utilizado.

Não existe nenhuma regra que proíbe ligar som alto entre as 22h e as 06h.. É mito. A regra proíbe som alto em todo e qualquer horário e em qualquer logradouro público. Então para quê vai servir a meia tonelada de som na tua picape? Deverias ter consultado a legislação antes de alterar o veículo.

Ao contrário das pistas de corrida, em vias públicas o sinal amarelo não significa "acelere para não comer poeira", ele significa "reduza, vai ficar vermelho". E por que parar se teu machismo idiota exige que sejas o dominante da região? Porque outro idiota com um carro maior ainda pode ter a mesma idéia de si, e na colisão ele terá razão nos autos. O amarelo é uma transição, ele evita te pegar desprevenido e dá tempo para reduzir a velocidade.

Aquelas listras longitudinais pintadas em cada lado da esquina não são descanso para pneus. Talvez até pareçam, mas não são. São indicação de travessia para pedestres, que podem ter inclusive a tua mãezinha no meio, sem que tu vejas. Desta feita, é para parar antes delas, sempre antes, nunca em cima ou depois.

Esquinas, embora sejam práticas para tanto, não são lugares estratégicos para se sair para qualquer lado. São espaços que devem ter cinco metros de escape. Significa que deves manter cinco metros, no mínimo, da esquina ao estacionar. O motivo é evitar que idiotas coloquem seus carros na quina da calçada e obstruam a visão de quem vai converter.

Guias rebaixadas não são feitas para preservar a soleira das portas, são feitas para facilitar o acesso dos carros à garagem. Ou seja, guia rebaixada é indicativo de que aquele portão à frente guarda outro carro, que tem o direito de sair e entrar quando o dono quiser, para o quê a entrada deverá estar desobstruída. Já aquelas guias estreitas, são para cadeirantes. Embora fosse muito bem feito, eles não conseguem pular, andar sobre o capô do teu carro e retomar o caminho.

Aquela placa redonda, com um "E" preto marcado por um "X" vermelho não significa "Eu tô no carro e se precisar eu saio". Significa "PROIBIDO PARAR E ESTACIONAR, NÃO INTERESSA POR QUANTO TEMPO". Se um ônibus arrebentar a tua traseira nestas condições, ele estará certo. E sejamos francos, tu costumas caçar briga com quem reclama e usar o lugar como vaga particular.

Por falar nisso...

Aquela placa retangular azul, com uma representação em branco de um cadeirante, significa que a vaga é EXCLUSIVA para deficientes físicos, e as raias transversais ao lado são para dar o espaço de que os mesmos precisam para sair e entrar no veículo, elas não são espaço para outro carro ocupar e a vaga não inclui deficientes mentais, ou seja, tu estás errado. Cai fora.

Sinal verde significa "pode passar que é a tua vez", mas não te desobriga da sinalização em caso de conversão. Se vai virar, tem que dar o sinal, causar um acidente por converter sem sinalizar pode sair mais caro do que vale o carro. Já ligar o sinal não te permite virar, te obriga a virar, pois a função dele é avisar aos demais das tuas intenções, e os demais vão esperar que vires para então continuarem seus caminhos. Como saber se a seta foi ligada sem querer? Há uma luzinha no painel que mostra isto claramente.

Como diz o padre Alcides, não existe pecadinho e pecadão, quem rouba uma caneta tem a mesma índole de quem rouba um carro. Andar na contramão só por uns metros, para não ter que dar uma volta enorme, é tão perigoso quanto viajar de Goiânia à São Paulo na contramão, os riscos de se causar um acidente são os mesmos. Piora o facto de que na cidade as esquinas terem prédios que obstruem a tua visibilidade, o pedestre não vai esperar que um imbecil surja do nada de onde não deve surgir.

É mito que um Corolla tem mais direito no trânsito do que um Mille. Assim fosse, aquele Jaguar poderia te tirar da vaga quando quisesse, porque em um cabo de guerra ele te vence sem sequer usar torque máximo. Marcas, modelos e preços não entram na elaboração de uma lei de trânsito.

Ficar só com um pneu em cima da calçada é estar em cima da calçada, obstrui a passagem de pedestres e cadeirantes do mesmo jeito, está sujeito a multa e reboque do mesmo jeito, o cidadão pode quebrar a tua lanterna do mesmo jeito e alegar que não teve espaço para evitar o incidente.

Bicicletas não estão livres das leis de trânsito, só de IPVA e afins. Andar na contramão, em cima da calçada, obstruir o tráfego de pedestres e outros, te sujeitam à perda do veículo, que poderá ir a leilão se a guarda de trânsito te flagrar.

Um ônibus coletivo, embora rústico e muito desconfortável, (provavelmente) custa, pesa e pode muito mais do que o teu carro. Não subestime a lerdeza de suas reações, pois esta mesma lerdeza dificultará desviar do teu carro, se decidires cortá-lo no trânsito. É lento para acelerar, mas em velocidade a tua Dodge Ram se torna uma pulguinha diante dele.

Aliás, corredores exclusivos para ônibus são exactamente isto, exclusividade deles e de veículos de emergência, não são para idiotas fugirem do trânsito. O que quer que te aconteça se entrares nela, a culpa será tua, não importam a barbeiragem dos motoristas autorizados a trafegar nestas vias; tu JAMAIS deverias estar lá.

Os carros de emergência (polícia, bombeiros, ambulância) não estão brincando de apostar corrida, estão tentando evitar uma tragédia. Então não queiras brincar de piloto nestas horas. Se eles estiverem atrás, com a sirene ligada, então sim, neste caso, podes sair no sinal vermelho, poderás utilizar isto para se poupar de multa e pontuação. Veja bem, não é permitido sair da frente, é OBRIGATÓRIO sair da frente.

O som alto do teu carro não é desculpa, é agravante para um acidente. A lei preconiza a obrigatoriedade de o motorista ficar atento ao trânsito, não importa o que aconteça dentro do carro. Se o som te distrai, baixe o volume, ou isto será usado como risco assumido em caso de processo por lesão corporal ou homicídio.

Se não houver uma placa proibindo, podes até tentar fazer uma conversão à esquerda em via de mão dupla, mas estejas ciente de que a culpa sempre será tua aconteça o que acontecer, os carros que vierem logo atrás podem te fechar que estarão com a razão, porque para fazer a barbeiragem terás que ficar parado, esperando o trânsito da outra mão, obstruindo a em que estiveres.

Se tu filho de doze anos já dirige bem, ele está livre para pistas fechadas, vias internas de condomínios e manobras de estacionamento. Mas até completar dezoito anos e tirar a carteira, está expressamente proibido de sair à via pública ao volante. É lei, não interessa se concordas ou não. Ele sabe controlar o carro, mas é uma criança e não sabe se controlar. Se bater ou atropelar alguém, ele entra em desespero e agrava o acidente. Os outros não vão lhes avisar que sairão repentinamente, em alta velocidade e sem dar a seta. Não importa quanto domínio tenha do próprio carro, do carro alheio ele não tem nenhum. Nem ele, nem tu.

Os políticos a quem recorres para quebrar multas, são os mesmos que permitem ocupação ilegal de áreas perigosas, que retundam em catástrofes como as que nos castigaram neste início mórbido de ano. Se pedires um favor ao infeliz, ele vai te cobrar na hora de livrar a própria cara-de-pau. Ter o nome na lista de investigados da Polícia federal pode ser muito desagradável.

Dúvidas? Cliquem aqui.

3 comentários:

Adri Brier & Fe Lopes Photography disse...

Excelente esse texto, vou passar pra muita gente que eu conheço e que jamais ouviu falar em CIDADANIA... palavrinha boba né? Abs!

Nanael Soubaim disse...

Soham. Sirva-se à vontade, o que quero aqui é disseminar idéias.

New disse...

O que falta, como sempre é, prá começar: EDUCAÇÃO!!!
E seta? O que é isso? Já não se usa mais. A gente tem que adivinhar qdo e prá onde o imbecil à sua frente vai virar... socorro!
Leia se tiver um tempinho:
http://esturdio.blogspot.com/2008/06/tudo-errado.html

Beijos