30/05/2009

Sobre as gatonas

Começo avisando que ainda não são coroas. Eram coroas até meados dos anos 1980, quando as pessoas ainda envelheciam no ritmo normal. Hoje a vida adulta começa mais cedo e se estende por duas décadas mais, a beleza plástica se mantém sem precisar perder a dignidade de querer parecer uma eterna adolescente. Portanto elas são moças mais experientes, não coroas.

Abordar uma mulher nesta fase da vida tem seus melindres. Ela vai rir da tua cara cheia de espinhas, se chegar como chegas para as menininhas do teu colégio. Ela vai te dar um murro que fará teu nariz ficar para dentro, se chegar como chegas para a tua mãe ou (pior) tua tia solteirona. Se não tens naturalidade para mudar o comportamento de acordo com a pessoa e o ambiente, fique admirando de longe, bem longe porque ela perceberá a tua cara de voyeur amador. Ela tem uma vida inteira pela frente, mas já viveu o bastante para conhecer o comportamento masculino. Deixe a mulher madura para o homem maduro.

É folclore pensar que ela, por já ter experiência de vida, conhece na prática as mil e uma noites de Sherazade. Quando ela era criança, não se tinha essa permissividade que há hoje, dificilmente encontra-se alguém que realmente tenha feito o que as revistinhas pornôs dizem que todo mundo faz. Quase tudo é cascata.

Assim como sexo já não é prioridade para essa mulher, embora algumas despiroquem com a súbita liberdade e seja o que Deus quiser. Ela não acha que não querer transar com três homens em um elevador panorâmico, na hora do rush, com um helicóptero de tevê sobrevoando o local, seja frigidez. Ela sabe o que quer e o que não quer, ela não quer se expor de graça como quando era uma garotinha.

Ela adora flores. Fica realmente encantada. Mas não se impressiona mais. Ela sabe que o impulso do momento, como as flores, murcha e se desfaz em pouco tempo. Mais do que isso, ela sabe que jóias não murcham. O que seria uma jóia? Um colar? Uma pulseira? Uma aliança? Ela é alegre, expansiva, mas tem um mínimo de respeito por si mesma. Ela pode até não querer casamento, mas quer compromisso. Ela merece um compromisso.

É complicado dar cosméticos, ela já elegeu os seus preferidos e aqueles dos quais quer distância. Dar um creme contra rugas é uma loteria, pode render beijos, pode render uma surra. A não ser que tenhas muita intimidade com maquiagem, evite dar esse tipo de presente. Ela sabe se maquiar, a maioria dos homens não consegue distinguir dois tons próximos de vermelho. Deixe que ela peça à maneira dela, com a sutileza de quem parece não se importar. Mas ela se importa.

Roupas são algo mais fácil. Há quanto tempo a conhece? Quais tuas intenções? Se convivem há mais de um ano no mesmo ambiente (como o trabalho) já tens segurança para comprar algo parecido com o que ela usa. Não invente, é preciso muita intimidade para uma extravagância e muita segurança para uma ousadia. A mais bela e bem acabada lingerie, ainda que a agrade, pode gerar constrangimentos; provavelmente gerará constrangimentos. Ela pode ou não aceitar, se aceitar ficará pensando nas tuas intenções, a amizade dificilmente será a mesma e muito mais dificilmente evoluirá para outro caminho. Agora, se fores íntimo da família e a conheces há dez anos ou mais, boa sorte, as chance de agradar são maiores; só cuide de dar a lingerie em caixa fechada, de preferência na casa dela.

Ela gosta da liberdade que conquistou. Entre um homem e sua liberdade, ela prefere ficar para titia. Se pretendes ter uma amiga nesta faixa etária, ainda que a tua seja a mesma, lembre-se do que já falei no texto anterior, elas crescem mais cedo e muito mais do que nós. Respeite a inteligência e a maturidade dela. Se pretendes avançar e namorar esta mulher, respeite os amigos que ela traz de longa data, ela já os tinha quando a conheceu, da mesma forma como queres que ela respeite as tuas amigas. Se o negócio é de HOMEM, se é para casar, então prepare o espírito e tenha ciência de que ela manda na casa. Ela saberá abrir mão da algo se houver retorno. Mas não é pedir algo e dar em troca o que não lhe interessa, ela pula do barco se ver um furo que não foi mencionado antes. Lembre-se, ela é independente, é livre e tem amigos que a amparam sempre que ela precisar. Boas amizades são uma conquista cara para ela.

Ela lê. É bem informada e gosta de trocar idéias. Uma pessoa bem informada (não necessariamente um expert) tem maiores chances de passar bons momentos com esta mulher, seja só pelo momento, seja para algo posterior. Ela é como a natureza, detesta vazios, seja na vida, seja nas pessoas. Ler jornais ajuda, ler revistas ajuda, ler livros ajuda. O problema é o que ler nos jornais, o que ler nas revistas e que livros ler. Até pode ser um gibi, se os comentários forem proveitosos. É preferível ouvir alguém falar com autoridade sobre a personalidade perturbada de Peter Parker, do que alguém tentando parecer PhD em economia internacional.

Ela continua sendo mulher. Toda a meiguice e toda a ira pertinentes continuam lá. É de lua. Se pisar no pé dela, teus dedos voam. Não é por ter idade para ser mãe que deixou de sonhar, ainda que não demonstre. Ela não gosta de ser cobrada. Ninguém em sã consciência gosta, mas ela muito menos. Uma bela amizade pode ruir com um "Você tem que parar com isso, você não é mais criança!". A idade cimentou o alicerce de suas emoções, por isto mesmo ela se sente segura para ter variações maiores de humor. Ela tem estabilidade para bancar essa extravagância.

Sabem o que mais? Eu não trocaria uma quarentona por três de vinte, não só porque são mulheres e não artigos comerciais, mas porque as maduras têm conteúdo. Há as de vinte e poucos que têm muito conteúdo, mas uma de quarenta na mesma situação é uma fonte fértil que não precisa se ancorar em algum conceito, ela tem os seus próprios.

Ela gosta de festas, mas não gostaria de viver em uma. Ela gosta de ser útil, se passar mais de uma hora em uma festa, logo estará ouvindo alguém e levantando seu ânimo, mesmo que nunca tenha visto a pessoa antes. Ela é a estrela, mas gosta de ver o brilho alheio, para isso te manda para o centro do salão de dança sem que perceba. Então, enquanto estás atraindo atenções, ela está assistindo ao espetáculo de uma certa distância. Mas é tua amiga, asseguro.

Boas piadas sempre serão bem vindas. Ela não tem tantos pudores, só pede para não baixar o nível, ao menos não em público. Assim como contos e causos de tua vida, são muito melhores de se ouvir do que o teu desempenho na última balada, ou o tricampeonato de atletismo Kama Sutra. Lembre-se, ela tem conteúdo e aprecia conteúdo. E imprescindível.

Ela é mais atenta aos detalhes do que as mais jovens. Um beijo na mão, abrir a porta do carro, agradecer no dia seguinte pela companhia. Mesmo que fique na amizade, detalhes assim te darão mais confiança e intimidade do que um marido padrão teria com ela. Mas dão a chance de evoluir, quem sabe...

4 comentários:

Lótus disse...

ainda me faltam uns anos para chegar lá, mas assim até que me animo! ;o)

(e já q toquei no assunto, vc menciona as de 20 e as de 40... e as do meio, grupo em que me incluo? nada a declarar?)

Nanael Soubaim disse...

Ok, girl, you win. Falar de vocês é bastante mais complexo do que parece, mas acredito que alternando prosa e verso se pode fazer algo de boa qualidade.

EternaApaixonada disse...

Vim lhe agradecer o comentário e oportunidade de ler seu blog.
Você é um jovem que escreve bem o sentimento maduro. Parabéns!
Que tenha uma vida feliz!

New disse...

Com esse texto espero que sua cara metade saiba o tesouro que tem.
Beijos